Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Músic(A)rtes

Music is the art that can calm the agitation of the soul

Esperança 🌎

27.02.20

Lika

A cantautora, guitarrista do Cazaquistão que se apaixonou por Portugal.


Publicado por Ana

Lika é uma cantora, guitarrista e compositora internacional com origens no Cazaquistão e com a carreira sediada em Portugal.

 

Lika

 

Acaba de lançar o seu primeiro álbum de originais, «Back To ZerØ», misturado no LAFX e masterizado no Golden Mastering, que são alguns dos melhores estúdios de Hollywood / Los Angeles.

 

A sonoridade de Lika é uma fusão de Groove, Pop com influências de rock, jazz ou até do funk dos anos 70. A sua música é cantada principalmente em inglês e tem conquistado a atenção de pessoas de todo o mundo, com milhares de ouvintes em todos os continentes.

 

O primeiro single é o tema «Thousand» que combina uma melodia Pop que fala de emoções e onde o solo de guitarra eléctrica de Lika se destaca.

“Acompanha-me neste Refrão”.

Lika



Foi no Cazaquistão que aos 11 anos começou a sua verdadeira paixão pela música quando o seu tio lhe ensinou o estranho e apaixonante Fá Sustenido, o primeiro dos muitos acordes que aprendeu e que logo encontrou na primeira música que tocou, o "Fool on the Hill" dos The Beatles. Logo depois sonhou ser música profissional e entrou na Escola de Música N54 em Almaty (Cazaquistão) e onde estudou Viola Clássica durante 4 anos e aos 14 anos criou a sua primeira banda de rock só de originais.

 

Lika

 

Apesar de ter terminado a Universidade de Economia, a música era a sua verdadeira paixão e decidiu entrar para o Tchaikovsky Almaty Music College.

 

Durante os estudos musicais participou em muitos festivais e concursos musicais. Depois de terminar os estudos, trabalhou como professora numa Escola de Jazz de Almaty, criou a sua banda de originais e fizeram digressões nacionais e internacionais.

 

Em Setembro de 2015 decidiu que seria o momento para sair da zona de conforto e explorar novas sonoridades, latitudes e paixões. Numa casual viagem a Portugal, conheceu músicos portugueses que a desafiaram a ficar em terras lusas e estudar música no Hot Club. No início o plano era para ficar apenas alguns meses, mas rapidamente a paixão pela música passou a ser acompanhada pela paixão pelos Jacarandás, por Lisboa e por Portugal. Estes arranjos fizeram com que a sua inspiração passasse a ter melodias compostas por diversos sabores e tons, onde os seus originais são cantados em inglês, português, russo ou cazaque.